Prestar Atenção – aprender a um idioma


Existem várias técnicas para se aprender a um idioma.

Uma delas é a Memorização por Associação. 

Associa-se uma palavra nova a uma imagem correlata a algo já conhecido ou a um contexto que favoreça a ação de decorar.


Por exemplo: “Píngguǒ” é “maçã” em chinês. Então, imagina-se uma macieira que tem uma maçã. Esta maçã cai da árvore como uma gota de água que “pingou” no chão.

Píngguǒ = Maçã.

Aprender por Associação é rápido, mas logo se torna entediante. Aumenta-se o vocabulário sim, mas em alguns meses o aprendizado perde o sabor.


Então, surge a pergunta: quem aprende melhor, aquela pessoa que decora os livros durante um mês e cria um estufado conhecimento pelo o que estudou, ou aquela que estuda regularmente há 3 anos e gosta do que faz?

Por isso, se você não tem muita pressa (e pânico) para aprender um novo idioma, apresento uma outra técnica bem mais agradável.

Técnica da Repetição Esporádica

Para se ter um aprendizado saboroso nos estudos, usa-se a Técnica da Repetição Esporádica.


Desenho de cecile-dormeau

Há 6 meses, perguntei para uma amiga espanhola como se dizia extremamente limpo em castelhano. Ela me deu a palavra “pulcro”. Após algumas horas, eu já tinha esquecido.

Depois de três meses, reli a conversa que tive com ela, e prestei atenção de novo na palavra “pulcro”. Como era de se esperar, logo depois esqueci a danada da palavra.

Semana passada, eu estava lendo um texto em espanhol e me deparei com a palavra “pulcramente”. Como que por encanto, e também por ela estar dentro de um contexto favorável, o cérebro imediatamente identificou seu sentido.

Como assim? Eu sei o que pulcramente significa? O que fez o cérebro aprender esta palavra sem ter que decorá-la?


Ter um hábito para se aprender a um novo idioma é a base sólida da Técnica da Repetição Esporádica. O estudo deve ocorrer todos os dias e ter conteúdos que tragam recompensas. Se você quiser um desafio intelectual, recomendo o livro Ética a Nicômaco, de Aristóteles (+download). Todavia, o vídeo abaixo (em português) sobre o Loop do Hábito, de Charles Duhigg, já nos dá uma boa ideia sobre.



Além da base da criação de hábito (fundamental para se aprender a qualquer coisa), a Técnica da Repetição Esporádica exige duas coisas:

1) A palavra que quero aprender deve aparecer mais de uma vez na minha vida e em tempos diferentes;

2) Eu devo PRESTAR ATENÇÃO.

Neste último item, habita a chave do aprendizado. Para se aprender, basta prestar atenção.

Aproveito as palavras do neurobiólogo Bernard J. Baars para dar força ao argumento (trad.minha):


“O ato de Prestar Atenção, ficar consciente de algo,
parece ser um potente tratamento para se aprender a qualquer coisa…
é o solvente universal da mente.


from Canguru English


Quando estiver assistindo a um filme em inglês e começar a entrar em pânico por estar perdendo alguns diálogos, respire fundo e simplesmente “Preste Atenção” ao que os personagens estão dizendo. O mesmo com livros, conversações, aulas de inglês na escola e etc. Prestar Atenção torna consciente o que você sabe e o que você não sabe.

Abaixo, um vídeo (em inglês) do excelente professor de inglês e youtuber, Christian Saunders‎, do Canal Canguru English. Ele que traz formas de superar a fossilização no aprendizado do inglês intermediário e a importância em se Prestar Atenção nos próprios erros.



Bons estudos.  Francisco. T. Arquer.


 

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

4 − dois =