O que é TIC, NTIC, TDIC, Tecnologia Social, Assistiva, Educacional, etc? Há diferenças?



As seguintes definições de Tecnologia fazem parte do artigo “Da Tecnologia à Pedagogia dos Multiletramentos: em busca de uma integração conceitual”, de Francisco Arquer Thomé.

Citação dentro do texto: (THOME, 2021 p. 34-38)

Citação nas Referências Bibliográficas: THOME, F. A. Da Tecnologia à Pedagogia dos Multiletramentos: em busca de uma integração conceitual. In: OTA, G. S. G.; Rodrigues, G. S. (Orgs). Tecnologia e Educação: aproximações, possibilidades e reflexões. Campinas: V&V editora, 2021. p. 26-45

Dependendo do caso, lembre-se de pôr o apud.

+ Acesso ao livro com o artigo completo


O que é Tecnologia?

“A tecnologia é o conhecimento utilizado na criação ou aperfeiçoamento de produtos e serviços, podemos imaginar como é amplo o universo que vamos explorar. Seus limites contém praticamente todas as atividades humanas. Das mais simples, como a introdução do pão de fôrma nos hábitos cotidianos, às mais complexas como a fabricação de satélites  artificiais”. (MEDEIROS; MEDEIROS, apud BRITO; FILHO, 2009, p. 09)

“[…] um processo contínuo através do qual a humanidade molda, modifica e gera sua qualidade de vida. Há uma constante necessidade do ser humano de criar a sua capacidade de interagir com a natureza, produzindo instrumentos desde os mais primitivos até os mais modernos, utilizando-se de um conhecimento científico para aplicar a técnica e modificar, melhorar, aprimorar os produtos oriundos do processo de interação deste com a natureza e os demais seres humanos”. (BUENO, 1999, apud BRITO; SIMONIAN, 2016, p. 183)


Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC)

“[…] o conjunto das ‘tecnologias portáteis’ que reúnem instrumentos de apresentação visual e sonora e a microinformática, capaz de promover o desenvolvimento de novas relações com as fontes do saber, caracterizada pela interatividade” (SOARES, apud BRITO; FILHO, 2009, p. 14).

De acordo com Costa, Duqueviz e Pedrosa (2015), o termo TIC é abrangente e inclui mais do que apenas os dispositivos eletrônicos e tecnológicos, como o  computador, a internet, o tablet e o smartphone. O termo também inclui tecnologias mais antigas como a televisão, o jornal e o mimeógrafo.


Tecnologia Digital

Ela está relacionada diretamente com o uso da internet e com “as mudanças em nossos relacionamentos, no trabalho, no lazer, nos cuidados com a saúde, nas comunicações. Mudanças rápidas que apresentam velocidade na criação e obsolescência de novas tecnologias digitais e têm mudado nossa cultura. Em menos de 15 anos, a internet faz parte de nossa intercomunicação e de nossas ações cotidianas” (BRITO; SIMONIAN, 2016, p.183).


Novas Tecnologias da Informação e Comunicação (NTIC) ou Novas Tecnologias da Comunicação e Informação (NTCI) ou Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDIC)

As Novas Tecnologias da Comunicação e Informação na Educação – NTIC devem ser entendidas como sendo um conjunto de recursos não humanos dedicados ao armazenamento, processamento e comunicação da informação, organizados num sistema capaz de executar um conjunto de tarefas” (SANTOS; PEQUENO, 2011, p. 79).

“O termo Tecnologias Digitais da Informação e da Comunicação (TDIC) está relacionado com o grande desenvolvimento tecnológico, com a evolução das ferramentas utilizadas como meio de informação e comunicação” (COSTA, 2017).

A pesquisadora Costa (2017) trabalha com Camas e Brito (2017) e Wiley (2000) e reforça que as TDIC vão além do computador, pois também trata das tecnologias móveis, celulares, smartphones, tablets, conexões wifi, 3G, 4G e assim por diante.  Tanto NTIC quanto TDIC abrangem os dispositivos eletrônicos e tecnológicos, como o  computador, a internet, o tablet,  smartphone e “qualquer outro dispositivo que permita a navegação na internet” (COSTA; DUQUEVIZ; PEDROZA, 2015)



Tecnologia Assistiva

“É uma área do conhecimento, de característica interdisciplinar, que engloba produtos, recursos, metodologias, estratégias, práticas e serviços que objetivam promover a funcionalidade, relacionada à atividade e participação de pessoas com deficiência, incapacidades ou mobilidade reduzida, visando sua autonomia, independência, qualidade de vida e inclusão social” (BRASIL 2007, apud BRITO; SIMONIAN, 2016, p. 184).


Tecnologias Educacionais

“Recursos tecnológicos que utilizamos com nossos alunos para proporcionar conhecimento, que vão desde a nossa exposição oral/dialogada ao uso do computador e dispositivos que estão ligados ao mundo do conhecimento” (BRITO; SIMONIAN, 2016, p. 184).


Tecnologia Social

“O processo coletivo que visa questionar o que, como, por que e para quem a tecnologia se desenvolve, para que o cidadão se aproprie dos bens sociais e culturais numa ação conscientizadora de seu papel na sociedade democrática, que alia saber tácito das camadas populares ao saber científico gerado ao longo da história da ciência a fim de que esta contribua para a diminuição dos índices de desigualdade social” (KENYON, 2003, apud BRITO; SIMONIAN, 2016, p. 184).


Tecnosocialidade

“São novos modos de socialização […] Constroem-se grupos de iguais através da sociabilidade na rede, em que os contatos são cada vez mais seletivos e autônomos” (CANCLINI, 2008, p. 53).

“[…] pode designar as novas formas de interações sociais, propiciadas pelas novas tecnologias, que aparecem por todo o mundo em todos os lugares, diversificando as artes, os modos de agir,  as  profissões  e  os  processos  em  nossa  vivência cotidiana tanto real como virtual” (FREITAS, 2008, p. 102).



Tecnologia Independente (Simples)

“[…] são as que não dependem de recursos elétricos ou eletrônicos para a sua produção e/ou utilização” (LEITE apud BRITO; FILHO, p. 21, 2009).

“[…]  podem ser classificadas como: álbum seriado, cartaz, ensino por fichas, história em quadrinhos, ilustração, jogo, jornal, jornal escolar, livro didático, mapa e globo, mural, peça teatral, quadro-de-giz, sucata e textos” (ALTOÉ; NETO, 2008, p. 3).


Tecnologia Dependente (Complexa)

“[…] são as que dependem de um ou vários recursos elétricos ou eletrônicos para serem produzidos e/ou utilizados” (LEITE apud BRITO; FILHO, p. 21, 2009).

 “[…] são: computador, fita de vídeo, fita sonora e CD, internet e suas ferramentas (www, chats, correio eletrônico, lista de discussão, vídeo-conferência, programas de computadores, slides), televisão comercial, televisão educativa, transparência para retroprojetor e educação à distância” (ALTOÉ; NETO, 2008, p. 3).

e de uma forma mais atualizada, 

“[…] blog, correio eletrônico, computador, ambiente virtual de aprendizagem, áudio-conferência, chat ou bate-papo, comunidades virtuais de aprendizagem, DVD, internet e suas ferramentas, vídeo, data show e televisão” (CORRÊA; 2018, 2018, p. 23-24).


Qual a diferença entre TIC e TDIC?

Afonso (2002) também complementa a diferença entre TIC e TDIC, já que as “tecnologias de informação e comunicação [TIC] existem desde tempos imemoriais, mas suas formas digitais são um fenômeno que se consolidou na última década do século XX” (p. 169).   


Qual a diferença entre TDIC e NTIC?

Alguns pesquisadores como Kenski (1998) e Brito e Filho (2009), por exemplo,  trabalhavam o termo NTIC, mas recentemente o TDIC se tornou mais usado. O TDIC é visto com frequência (e indistintamente) em Baranauskas & Valente (2013), Costa, Duqueviz e Pedrosa (2015) e também em Pinheiro (2018). Ambos significam o mesmo. 


0 0 votos
Article Rating
Inscreva-se
Notifique o
guest
0 Comentários
Feedbacks
Veja todos os comentários
0
Qual a sua opinião? Comente.x
()
x