set 26 2017

Ela postou no LinkedIn que foi demitida e conseguiu 20 entrevistas

Quando estamos desempregados, nosso pior inimigo na luta contra a recolocação no mercado de trabalho somos nós mesmos. Muito por conta da dificuldade de deixarmos o orgulho de lado e admitir que precisamos de ajuda. Foi fazendo exatamente isso que uma jovem conseguiu 20 entrevistas em menos de 15 dias.

 por TISSIANE VICENTIN em www.thebrief.com.br

No início deste ano, Farah Patel foi demitida do seu cargo no segmento de vendas por conta de um corte de custos na sua empresa. O problema é que ela havia se mudado para San Diego justamente para ocupar a vaga e quatro meses depois veio a péssima notícia.

Sendo assim, ela se viu em uma cidade desconhecida desempregada e sem nenhuma conexão profissional para uma possível indicação. Foi então que ela teve a ideia de pedir ajuda através do seu perfil no LinkedIn.





“Eu comecei a usar o LinkedIn dez anos atrás, quando trabalhei como recrutadora em 2007 em Nova York. Eu raramente publicava updates na plataforma, mas escrevia alguns artigos e achava que aquilo seria uma boa forma de manter em contato com pessoas da área. Depois de ser demitida, fui até o carro e digitei lá mesmo um pedido de ajuda profissional”, explicou Patel.

Na postagem, a jovem conta um pouco de seu histórico profissional, assim como suas habilidades e experiências ao longo de 13 anos nos mercados de recrutamento e de vendas. Ela chegou a passar o perfil de um antigo chefe como referência e destacou sua localização para que se alguém soubesse de uma vaga por perto, avisá-la.

A repercussão do simples post foi absurda. Em poucas horas ela recebeu diversas respostas, a maioria de recrutadores ou gerentes de contratação tentando marcar entrevistas com ela ou marcando colegas da área que estavam em busca de novos funcionários.

Além dos contatos profissionais, Patel recebeu inúmeras mensagens de apoio e encorajamento de desconhecidos que se sensibilizaram com a sua situação por partilharem dela. Se este não é o objetivo real do LinkedIn, não sei mais qual seria.

“Fiquei surpresa com a quantidade de pessoas genuinamente favoráveis ??e dispostas a ajudar um completo estranho. Fiquei tão tocada com a bondade de todos que eu respondi cada e-mail que recebi”, contou a jovem em entrevista ao Mashable.

Farah recebeu mais de 300 mensagens via e-mail ou pelo bate papo do LinkedIn. Destas, ao menos 20 se converteram em entrevistas realizadas ao longo de 15 dias. Entre todas, ela percebeu que a Vonage seria o local perfeito onde ela poderia desempenhar um bom papel e, pouco depois, foi contratada.

Após conseguir seu novo emprego, a jovem fez questão de agradecer todos que a ajudaram em um novo post no LinkedIn. Ela se tornou uma prova extremamente simples de que não é necessário ser amiga próxima de um CEO ou elaborar um currículo gigantesco para conseguir se recolocar.

Moral da história: não há problema algum em permitir-se ser um pouco vulnerável e expor sua situação. Pedir ajuda é uma reação natural do ser humano em momentos de dificuldade e o caso de Farah mostrou como ela pode de fato mudar qualquer cenário negativo. Pense nisso!


Referências completas – https://www.thebrief.com.br/autor/634-tissiane-vicentin/
https://www.thebrief.com.br/carreira/119176-ela-postou-linkedin-demitida-conseguiu-20-entrevistas.htm?f&utm_source=facebook.com&utm_medium=referral&utm_campaign=thumb
Deixe seu comentário