Quer Mudar de Emprego? Confira 11 lembretes importantes


Você está querendo mudar de emprego? Confira 11 lembretes para deixar sua transição suave e decisiva.


1. Não decida por impulso.  Pense bastante.
Você já está há tanto tempo neste emprego…o que serão alguns dias a mais? Deliberando bastante,  você tomará a decisão certa.   Escreva num papel os prós e contras de continuar neste emprego.  Se você sair, o que pode acontecer? Pense muito. Crie dezenas de possibilidades. Quais pessoas estão envolvidas? Tente prever com exatidão seu destino.


2. Outro emprego.
Uma ajuda para pensar o item 1: você tem outro trabalho?
Uma forma de você se sentir mais segura, é não passar pelo “escuro oceano” do desemprego.  Que tal começar a procurar outra coisa antes de sair? Mas lembre-se: evite ficar falando que está procurando um novo trabalho enquanto ainda estiver empregada, pois isso pode te deixar em maus lençóis.


3. Foque no seu desafio profissional.
Outra ajuda para pensar o item 1: onde você quer chegar? Não precisa criar uma meta para daqui a 10 anos. Mas ter em foco os próximos 6 meses te ajudará na turbulência da transição.


4. Faça uma pequena reserva financeira
Ter um dinheirinho guardado na poupança é fundamental. Além de você poder usá-lo para emergências e para a pizza (explicarei mais pra frente), ele te dará uma sensação de segurança que te ajudará em todo o processo.  Guarde o equivalente a uns 3 meses do que você precisa para pagar as contas e sobreviver. É difícil? É sim, mas valerá a pena fazer a transição se você estiver se sentindo CONFIANTE.





5. Decidida? Então, Coragem.
Depois de pensar tanto, você resolveu sair.
Como diz o grande filósofo Clovis de Barros Filho: “Pra trás nem pra pegar impulso, seu bosta!”
Se for pra bater o martelo, será uma vez só. CORAGEM é fazer aquilo que você falou que faria.


6. Aviso prévio.
Informe (os)as diretores(as) e (os)as gerentes um mês antes de sua saída (ou até mais).  Se você estiver no mês de abril, as vezes vale a pena informar que sairá em junho.  Isso mostrará que você é uma pessoa decidida e planejada.  Lembre-se: se anunciar sua saída e depois desistir, tudo tenderá a ficar pior que antes.  (não desista, lembre-se do item 4 acima, seu bosta!)


7. Deixe sempre as portas abertas
As vezes você está com uma buta vontade de mandar seu chefe para o inferno, ou chutar o balde e falar para todo mundo que a diretora da empresa é uma incompetente.  A vontade é grande de mandar tudo à merda, mas controle-se.
Ou melhor, agradeça.  Use sua sabedoria budista de que “nada é por acaso” e agradeça ao imbecil do seu chefe. Lembre-se que você não vai mais precisar encontrar com o cretino todos os dias.
– Chefe, quero agradecer a oportunidade de poder trabalhar aqui.  Aprendi muito e minha experiência profissional deu um salto fantástico. Mas sinto que preciso experimentar novos caminhos. Obrigada.

Vai doer fazer isso?  Talvez não. Talvez dê a sensação de que você é uma pessoa superior. Experimente.
Sair com educação e respeito te deixará uma porta aberta. Quem sabe teu chefe cretino te indica para uma outra empresa bacana?


8. Seus clientes são fidelizados a você? Agradeça-os também.
Se você era a responsável por uma gama de clientes na sua empresa, peça autorização e mande um comunicado agradecendo-os. Informe que quem a substituirá é uma outra excelente profissional.
Caso a pessoa que for te substituir não for uma boa profissional, dane-se. Não será mais problema seu. Aliás, é até bom, assim os clientes sentirão a sua falta.
E tem mais… se você sempre foi simpática e competente, seus clientes saberão que agora você está livre no mercado.


9. Termine o prometido, mas cuidado com a exploração.
Lembra da frase do item 4? “Coragem é fazer aquilo que você falou que faria”.  Liste tudo que falta para concluir seus trabalhos….e conclua-os. Faça-os com excelência.  Mas, como você está saindo do emprego, evite pegar novas atividades.  Tente se esquivar de trabalhos que podem levar meses para concluir. Neste momento, muitas pessoas poderão te explorar, pedindo para que você trabalhe mais que antes. Outras, sabendo que você vai sair, tentarão se vingar de você (de alguma bobeira que você fez ou não) ou apenas tentarão te derrubar neste momento de fragilidade.  Fique blindada.  Use a frase “logo-logo isso será passado” como um mantra,  e use o “não” com firmeza e gentileza.


10. Permita-se ficar sem trabalhar
Você saiu do trabalho velho. Não conseguiu dar um salto de um emprego para o outro? Não tem problema.  É bom ficar um tempo sem emprego. Aproveite para andar no parque, fazer um curso…enfim. + Clique aqui e confira algumas coisas legais que você pode fazer enquanto estiver desempregada. Uma coisa é importante.  PERMITA-SE ficar sem emprego.  É um momento para colocar a cabeça no lugar, jogar coisas velhas fora e comer uma deliciosa pizza com parte do dinheiro que você guardou. Você merece a pizza por ter tido a coragem de sair de um emprego que não gostava.  Sente-se no sofá, pegue uma fatia com bastante queijo e comece sua maratona na Netflix… (e sem hora pra acordar).


11. Pronto para começar? Crie hábitos produtivos.
Como dizia nosso amigo Aristóteles, “só fica forte quem faz força”. Passadas algumas semanas de uma merecida vagabundagem, crie novos hábitos: acordar às 8h da manhã e procurar emprego. Todas as quartas e quintas-feiras conversar com alguém da sua rede de contatos, e assim por diante. Um passo de cada vez.     Livre-se dos hábitos ruins que você adquiriu nestas últimas semanas.  Assistir a Sessão da Tarde não te pertence mais.

Boa Coragem.

por Francisco Arquer Thomé 




Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

um × quatro =