ago 27 2017

10 Dicas para arrumar emprego pelo LinkedIn




Veja como montar um bom perfil no LinkedIn e assim despertar o interesse dos recrutadores.

Descubra como arrumar um novo emprego pelo LinkedIn, explorando todos os recursos oferecidos por essa rede social. Aprenda como ampliar a sua rede de contatos e aproveitar grandes oportunidades sem correr o risco de ficar “queimado”.  

O LinkedIn é a maior plataforma de publicações profissionais do mundo. Essa rede social reúne mais de 1 milhão de pessoas, que publicam artigos diariamente, negociam salários e, é claro, buscam por novas oportunidades de emprego.

Fonte: viacarreira.com

Os recrutadores não se limitam mais aos currículos impressos ou cadastrados na área de “Trabalhe Conosco” nos sites das empresas. Eles gostam mesmo de consultar o LinkedIn, pois a rede social é considerada uma verdadeira “vitrine” do candidato.


Dicas para arrumar um novo emprego pelo LinkedIn

A rede social LinkedIn, quando bem usada, é uma poderosa ferramenta na busca por empregos pela internet. Ela também ajuda a criar uma boa rede de contatos profissionais e com isso aumenta as possibilidades de sucesso no mercado de trabalho.

Veja a seguir dicas para arrumar um novo emprego pelo LinkedIn:

1 – Escolha uma foto com boa qualidade

Perfis com fotos no LinkedIn são 21 vezes mais vistos. Por isso, escolha uma foto de boa qualidade para colocar na imagem de perfil. Ela deve ser condizente com o tipo de ambiente de trabalho do profissional.

2 – Preencha o cabeçalho corretamente

O cabeçalho deve conter informações que reflitam os objetivos profissionais. Falar sobre as competências adquiridas ao longo da carreira, de forma breve, também é interessante.

3 – Otimize o perfil para os motores de busca

O seu perfil no LinkedIn deve estar otimizado para os motores de busca, pois assim ele será encontrado com mais facilidade nas pesquisas realizadas pelos recrutadores. Experimente customizar a URL com o seu nome completo e inclua palavras-chaves no resumo, ou seja, termos relacionados a área de atuação.

4 – Capriche no resumo

O resumo no LinkedIn deve ser capaz de responder uma pergunta muito comum nas entrevistas de emprego: quem é você profissionalmente?

Elabore um texto com no máximo 300 palavras, contando de forma resumida a sua trajetória profissional, em primeira pessoa e com verbos ativos. Como já foi dito na dica anterior, não se esqueça de incluir palavras-chaves.

5 – Dê uma atenção especial ao item Experiências

Utilizando palavras-chaves, descreva as funções que você ocupou nos empregos anteriores. Contudo, vá além de incluir apenas o nome da empresa, o cargo e o período.  Aposte em vídeos, infográficos, apresentações e outros recursos audiovisuais para mostrar o seu trabalho.

6 – Tenha perfis em mais de um idioma

Não se limite a criação de uma única página português. Crie o seu perfil em outros idiomas, mas sempre usando uma mesma URL. O próprio LinkedIn tem uma ferramenta útil para isso. Clique na seta ao lado do botão “ver perfil como” e escolha a opção “criar perfil em outro idioma”. Feito isso, é só traduzir as informações.

7 – Inclua trabalhos voluntários no perfil

Incluir os trabalhos voluntários no perfil do LinkedIn é uma forma de apresentar os valores pessoais aos recrutadores. O voluntariado é tão importante quanto a experiência formal no mercado de trabalho. Você também pode aproveitar esse espaço para incluir as causas que apoia.

8 – Seja um produtor de conteúdo

O LinkedIn tem uma ferramenta de postagens, que permite transformar o perfil em um verdadeiro blog. Experimente fazer publicações sobre a sua área de atuação e fique mais conhecido entre as suas conexões. Lembre-se: um produtor de conteúdo tem muito mais alcance na rede.

9 – Mantenha o perfil atualizado

Não deixe o seu perfil no LinkedIn esquecido. Você deve atualizá-lo constantemente, incluindo informações sobre trabalhos e formação. Também é interessante atualizar a foto de perfil a cada 4 meses.

10 – Participe de grupos

O LinkedIn mostra aos seus usuários sugestões de grupos, que abordam temas relacionados às palavras-chaves de maior interesse. A sua participação é muito importante para debater assuntos profissionais e até mesmo encontrar anúncios de vagas de emprego.

11 – Nada de falar sobre a vida pessoal

Deixe para falar sobre a vida pessoal no Facebook, Twitter ou Instagram. O LinkedIn é uma rede social exclusiva para a vida profissional.

12 – Interaja com suas conexões

Não seja “mais um cadastro” no LinkedIn. Você deve interagir com as suas conexões e buscar novos contatos relacionados a sua área profissional. Não sabe como interagir? É simples: comente as publicações e parabenize os colegas pelas suas conquistas.

Caprichando na elaboração do perfil, você aumenta as suas chances de arrumar um novo emprego pelo LinkedIn. Uma página bem escrita e detalhada demonstra que o profissional tem interesse, preocupação com a carreira e dedicação.


Ainda não tem um LINKEDIN?  + CLIQUE AQUI e comece já




Deixe seu comentário